Dica de Biografia.

[Dica de Biografia] Pagu – 100 anos

28/07/2010

"Sonhe. Tenha até pesadelos se necessário for. Mas sonhe."

Patrícia Galvão

Patrícia Rehder Galvão nasceu no dia 9 de junho de 1910 em São João da Boa Vista, no estado de São Paulo.
O apelido Pagu é mais conhecido do que seu próprio nome. Foi heroína do modernismo brasileiro, escritora, jornalista, ativista comunista e definitivamente intensa. Foi amante do poeta Oswald de Andrade com quem chegou a ter um filho – Rudá. Foi também a 1ª mulher a ser presa no Brasil por motivações políticas.

Pagu escreveu Parque Industrial, sob o pseudônimo Mara Lobo, considerado o primeiro romance proletário brasileiro, e A Famosa Revista, em colaboração com Geraldo Ferraz, além de contos policiais. Teve bastante representatividade também no cenário teatral ao traduzir autores como James Joyce.

A vida de Pagu também já foi contada no filmeEternamente Pagu , de 1987, primeiro longa dirigido por Norma Benguell, com Carla Camurati no papel-título, Antônio Fagundes como Oswald de Andrade e Esther Góes no papel de Tarsila do Amaral.

Pagu morreu na cidade de Santos/SP, em 12 de dezembro de 1962, em decorrência de um câncer.

"Ela documentou seu próprio cotidiano, marcado por uma busca constante. Esta fotobiografia recupera as oscilações de uma vida tumultuada, contraditória e destaca a intensidade com que ela abraçou as causas. Ainda é tudo muito atual, seus questionamentos, sua busca. O livro demonstra que sua vida valeu a pena."


Lúcia Maria Teixeira Furlani – autora da fotobiografia

Detalhes da biografia: 
Viva Pagu – Fotobiografia de Patrícia Galvão
Autor: FURLANI, LUCIA M. TEIXEIRA
Editora: IMESP e Unisanta
Assunto: BIOGRAFIAS, DIÁRIOS, MEMÓRIAS E CORRESPONDÊNCIAS

Para comprar, acesse:
Viva Pagu – Fotobiografia de Patrícia Galvão

Acesse também para ver toda a programação dos 100 anos de Pagu:
www.pagu.com.br
E o twitter: @100anosdepagu

E ainda: Wikipedia – Pagu

Veja essa reportagem de Marina Person na exposição "Viva Pagu" – na Casa das Rosas, em São Paulo. Em cartaz, até dia 08 de agosto.