EM SEU CENTENÁRIO DE NASCIMENTO, PAGU, A MUSA DO MODERNISMO,



EM SEU CENTENÁRIO DE NASCIMENTO, PAGU, A MUSA DO MODERNISMO,

É DESTAQUE NA PROGRAMAÇÃO DA BIENAL DO LIVRO DE SÃO PAULO

http://www.difundir.com.br/site/c_mostra_release.php?emp=1503&num_release=25102&ori=A 



Os autores do livro "Viva Pagu: Fotobiografia de Patrícia Galvão", a professora Lúcia Teixeira Furlani e o jornalista Geraldo Galvão Ferraz, participam da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no dia 17 de agosto.



Ícone de seu tempo e "musa trágica" do Modernismo Brasileiro, como a definiu Mário de Andrade, Patrícia Galvão (1910-1962), a Pagu, completaria 100 anos em 2010. E para homenageá-la, a 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo trará uma programação especial em comemoração à data. No dia 17 de agosto (terça-feira), às 19h, a professora Lúcia Teixeira Furlani e o filho de Pagu Geraldo Galvão Ferraz, autores do livro "Viva Pagu: Fotobiografia de Patrícia Galvão", participam da palestra "Eterna Pagu", que acontecerá no Salão de Idéias da Bienal. Juntos, eles apresentarão a vida e a obra de Pagu, baseados no livro editado em parceria pela Imprensa Oficial e Editora Unisanta. Logo depois da palestra, às 21h, os autores participam de uma sessão de autógrafos no estande da Imprensa Oficial na Bienal.



Escritora, jornalista, militante política e mulher de teatro, Patrícia Galvão lutou com paixão em muitas trincheiras. Na palestra e no livro, os autores retraçam a rica trajetória da musa dos modernistas a partir de amplo material iconográfico e muitos documentos inéditos. A professora Lucia reuniu documentos de e sobre Pagu durante mais de vinte anos. Na fase final do processo, nos últimos cinco anos, contou com a ajuda do jornalista Geraldo Galvão Ferraz, filho da escritora. O livro traz muitas fotos, mas também desenhos, cartas e textos. Todas as cartas são inéditas, além de fotos e vários textos – como "Microcosmo", que ela escreveu na prisão, em 1939, e duas peças teatrais inéditas: "Parque Industrial", baseada no romance homônimo publicado em 1933 e "Fuga e Variações", escrita em 1952.



A autora comenta que Patrícia é personagem típica de um tempo de grandes paixões: "Ela documentou seu próprio cotidiano, marcado por uma busca constante. Esta fotobiografia recupera as oscilações de uma vida tumultuada, contraditória e destaca a intensidade com que ela abraçou as causas. Ainda é tudo muito atual, seus questionamentos, sua busca. O livro demonstra que sua vida valeu a pena".



Na introdução, Geraldo Galvão Ferraz, filho de Patrícia e co-autor da obra, diz que trabalhar no livro foi, de certa maneira, um jeito de conhecer Pagu e reencontrar, quarenta e quatro anos depois, Patrícia/Pat/Pagu e, até mesmo, Zazá: "Infelizmente, não conheci Pagu. Eu a chamava de Mau, cognome certamente forjado no carinho das intimidades de mãe e filho. Minha mãe não gostava de ser chamada de Pagu. Era um nome que ficara no passado, quando ela vivia outra vida, buscava outros ideais, jogava-se apaixonadamente em defesa de outras bandeiras. Temos certeza de que quem for ver/ler este livro conhecerá uma Pagu da qual nunca se suspeitou. Afinal, nossa proposta não era roubar a alma de ninguém, mas fazer nossos eventuais leitores se aproximarem dela. Se conseguirmos isso, nosso objetivo estará realizado".



Os autores
Lúcia Maria Teixeira Furlani é Mestre e Doutora em Psicologia da Educação, autora de "Pagu – Livre na imaginação, no Espaço e no Tempo", "Croquis de Pagu" , " A Claridade da Noite " e dos infantis " Tudo É Possível " e "O Segredo da Longa Vida", entre outros. É presidente da Universidade Santa Cecília e presidente do Centro de Estudos Pagu Unisanta, em Santos.



Geraldo Galvão Ferraz é jornalista, crítico literário e tradutor. Trabalhou nas revistas "Veja", "Isto É", "Playboy", "Cult", e nos jornais "O Estado de S.Paulo" e "Jornal da Tarde", entre outros. É autor de "A empolgante história do romance policial", recebeu dois prêmios Jabuti e atualmente coordena o Centro de Estudos Pagu Unisanta.



SERVIÇO

PALESTRA "ETERNA PAGU"

Data e Horário: 17/08, 19h

Local: Salão de Ideias



SESSÃO DE AUTÓGRAFOS LIVRO "VIVA PAGU"

Data e horário: 17/08, 21h

Local: estande da Imprensa Oficial



21ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO

Data: 12 a 22 de agosto de 2010

Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209 - São Paulo/SP

Site: www.bienaldolivrosp.com.br



Mais informações pelo site www.pagu.com.br ou pelo twitter www.twitter.com/100anosdepagu

Mais informações à Imprensa: Lu Fernandes Comunicação e Imprensa, com Leonardo Neto (Leonardo@lufernandes.com.br) ou Ivani Cardoso (ivanicardoso@lufernandes.com.br), pelo telefone 11 3814-4600.




Editorias: Cultura e Lazer
Tipo: Pauta  Data Publicação: 12/08/10
Tags: