A informática na Educação

“Para ter alunos exploradores, precisamos de professores que estimulem a exploração. Para lidar com a Era da Informação dentro e fora da sala de aula, precisamos de professores que possam gerenciar as informações por meio das tecnologias e que possam ajudá-los a transformar informações em conhecimento”. Nancy Hechinger e Melissa Koch (1993)

Possibilidades para uma aprendizagem mais significativa.

O mundo contemporâneo está dante de várias mudanças ocasionadas pelo desenvolvimento da alta tecnologia, que consequentemente afeta os modos de aprendizagem. Pode-se atribuir à internet grande parte dessa evolução, o que está modificando profundamente os modos de aquisição de informações e conhecimentos, dando origem a uma nova sociedade - Sociedade da Informação.

Hoje podem-se realizar pesquisas sobre os temas mais variados ou se comunicar com qualquer parte do planeta utilizando o computador conectado à internet. Para essa nova forma de organização social, é exigido um novo homem que possua novas capacidades para lidar com o conhecimento, apto a adaptar-se ás mudanças, pois a cada momento que passa as transformações são mais rápidas e profundas. Se antes era valorizado o homem detentor de uma grande quantidade de informações devido a precariedade das formas de comunicação vigentes, hoje é fundamental um homem que consiga lidar com o enorme volume informativo potencial disponível. Tal mudança gerou a necessidade de que a educação escolar reveja sua função para que diante dessa nova sociedade, adote uma postura pedagógica mais rica e adequada ao novo cotidiano.

Considerando a necessidade de a escola estar inserida no mundo globalizado e de oportunizar condições para que os alunos utilizem os recursos disponíveis para uma aprendizagem mais significativa, faz-se imprescindível uma reflexão acerca do novo papel que a é exigido frente aos conhecimentos, a fim de se adequar diante da Sociedade da Informação. E como é impossível ocultar a presença da internet, é fundamental que sua utilização seja incorporada ao novo paradigma educacional. Mas para que não seja um modismo a mais a entrar na escola, é preciso que se reflita quais são as suas reais possibilidades para uma aprendizagem significativa e como utilizá-la para que se atinja o objetivo previsto.