A mulher em mim A mulher em mim by Britney Spears
My rating: 2 of 5 stars

Além da estranha sensação de estar lendo o diário de uma garota mimada de 12 anos, nada do que é narrado tem substância. 

“Eu era tão pequena e fofa que ninguém me via chegando” 😚

Não critico os elogios de quem avaliar porque, primeiro, não sei a faixa etária, além de que tenho minhas dúvidas se, de fato, eles leram antes de avaliar. 

Não espere grandes informações cotidianas, muito menos da fase “Clube do Mickey”, que durou 1 ano e meio e foi o divisor de águas na carreira dela. Não há nenhum relato de interação entre ela, Aguilera, Gosling e Timberlake. As entrevistas de Ryan Gosling responde muito mais esta questão do que o livro. Muito estranho, mas Aguilera deixou claro que não queria estar no livro. 

“Aos treze, eu bebia com minha mãe e fumava com meus amigos”. Uma parte da situação dela na vida adulta já começa a ser explicada aí. 

Ela dá bastante enfoque ao Timberlake. Porém, fica claro que, apesar de gostar dele, ela deixa exposto que a perda maior foi a família equilibrada que ele tinha e que ela “perdeu”. Com a família que ela tem, também lamentaria. 

Todos os fatos narrados são completamente genéricos. Ela focou mais no que pensa do que nas ações. Considerando que não estamos lendo uma Virginia Woolf e sempre há ações de terceiros é bastante frustrante. 

Chegou um ponto que eu não aguentava mais o termo “cidade do pecado” ao se referir a Las Vegas. 😒

No fim, foi só lamúria, porém, mesmo sendo o ponto de vista de um lado da história, está muito claro que a família Spears é intratável. 

(Se trata de Britney, ao menos alguns emojis precisa ter 🙂)

View all my reviews