Mostrando postagens com o rótulo PagúMostrar tudo

Dez passos de Pagú

■ 1910 — Patrícia Rehder Galvão nasce em São João da Boa Vista. ■ 1912 — Sua família muda-se para a Rua da Liberdade, em São Paulo. ■ 1924 — Torna-se aluna da Escola Normal do Brás (no destaque). ■ 1930 — Pagu e Oswald fazem um pacto de casamento no Cemitério da Consol… Continue lendo »

Casamento de Pagú e Oswald

Em 1930, Oswald de Andrade e Patrícia Galvão, a Pagu, se casaram no cemitério da Consolação, em São Paulo. A cerimônia foi mais uma das excentricidades dos modernistas. "Nesta data contrataram casamento a jovem amorosa Patrícia Galvão e o crápula forte Oswald de A… Continue lendo »

Simplesmente Pagú

“Mulher de ferro com zonas erógenas e aparelho digestivo” (pág. 70). Assim se autodefine Patrícia Galvão, polêmica é pouco quando se fala dessa mulher que virou personagem de novela, de filmes, tema de música e é, sem dúvida, uma das figuras femininas mais intensas exi… Continue lendo »

Mulher Paixão

Mulher paixão Além de militante comunista e feminista, a escritora Pagu foi uma mulher que viveu e enfrentou sua época com toda a intensidade O poeta e ensaísta mexicano Octavio Paz (1914-1998) costumava escrever que a vida de certas pessoas se confunde com a época e o… Continue lendo »

Olhos moles, alma forte

{ dezembro de 2010 } . . . Ela tem lugar garantido na lista das figuras femininas mais importantes do século passado. De aparência e personalidade marcantes, era “a nova mulher brasileira”, segundo o poeta Augusto de Campos. Além de causar burburinho entre o grupo dos … Continue lendo »

Pagú: Breve Biografia

Ela fez de sua vida um campo de batalha contra a intolerância, os desmandos e os grilhões impostos por senhores de uma sociedade retrógrada e, nos mais diversos aspectos, injusta. E mais do que isso, ela se fez mulher. Um espírito batalhador que foi capaz de ir muito a… Continue lendo »

Sexo e gênero em Parque Industrial, de Pagú

SEXO E GÊNERO EM PARQUE INDUSTRIAL, DE PAGÚ Régis Bonvicino Parque industrial , de Patrícia Galvão, a Pagú (1910-1962), foi escrito em 1932 e lançado no ano seguinte (em pequena tiragem financiada por Oswald de Andrade), sob o pseudônimo de Mara Lobo, que adotou para e… Continue lendo »

Tributo a Pagú

Constantemente atualizados: Belo site em homenagem: http://www.guioliva.com.br/pontes_para_tributos/2_pagu.html Continue lendo »

Em cena, a vida de Pagú

TEATRO  -  [ 07/09 ] Em cena, a vida de Pagu Cruzeiro on-line Aumentar Diminuir Imprimir Enviar por e-mail Patrícia Galvão (1910-1962) foi poeta, cronista, artista plástica, dramaturga e militante feminista. Acima de tudo, foi uma modernista de primeira linha, mulh… Continue lendo »

Pagú e Vicente de Carvalho

Pagu e Vicente de Carvalho  Texto publicado em 06 de Julho de 2010 - 04h17 por Alessandro Atanes * Vou aproveitar o centenário de Patrícia Galvão, a Pagu (1910-1962), e as recentes manifestações iniciadas pelo escritor Flávio Viegas Amoreira no jornal A Tribuna sobre a… Continue lendo »

Pagú e Italo Calvino

Pagu e Italo Calvino  Texto publicado em 13 de Julho de 2010 - 01h09 por Alessandro Atanes * http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=30558 Embalado com o centenário de Patrícia Galvão, a Pagu, volto a seus textos críticos. Na semana passada mostrei o que a intelectu… Continue lendo »